Sobre Nós

O Lar de São José é uma entidade acolhedora que atua desde 1987. Essa instituição tem como objetivo principal atender crianças e adolescentes de 0 a 18 anos incompletos sob medida protetiva
Art. 101 - Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA.
Todas recebem atendimento em período integral, atendimento psicossocial e pedagógico,
durante o tempo que permanecem no serviço de acolhimento.

Conheça o nosso Lar

Venha visitar o nosso abrigo e conhecer nossas crianças e adolescentes acolhidos!

Torne-se um vonluntário

Participar dos momentos no Lar de São José, com certeza lhe-trarão experiências inesquecíveis!

Faça uma Doação

A sua ajuda muda a história das nossas crianças e adolescentes e mantem o sorriso em seus rostos!

Desde 1987

O Lar de São José é uma entidade acolhedora que atua desde 1987. Essa instituição tem como objetivo principal atender crianças e adolescentes de 0 a 18 anos incompletos sob medida protetiva - Art. 101 - Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA. Todas recebem atendimento em período integral, atendimento psicossocial e pedagógico, durante o tempo que permanecem no serviço de acolhimento.

Foi criado por Aricleia Lopes dos Reis em conjunto com um grupo de Casais com Cristo da Paróquia São José de Taguatinga. Na época foi então doado por um padre da região um terreno para que fosse construída uma casa para o acolhimento de 22 infantes.

Para manutenção do Projeto, houve a mobilização de empresários e toda a comunidade, objetivando a captação de recursos para construção de uma casa lar que atendesse 22 crianças. Com o crescimento da demanda foi necessária a constituição jurídica da Instituição composta por uma diretoria em 1998, desde então, esse grupo vem injetando esforços para melhoria e ampliação da proposta.

Nossa Estrutura

Hoje o Abrigo atende 70 crianças e adolescentes. Funciona em uma área de 3.750 m², sendo sua área construída 1710 m² , onde pode-se encontrar um refeitório central, 05 salas de atendimento, um parquinho, duas áreas de lazer e uma lavanderia comunitária e 5 casas lares cada uma com média de 08 crianças e adolescentes com faixas etárias variadas, sendo responsável 2 mães sociais por casa, contratadas com carteira assinada.

A Instituição tem como objetivo principal atender crianças e adolescentes de 0-18 anos sob medida protetiva estabelecida no art. 101 do Estatuto da Criança e do Adolescente, encaminhadas pela Vara da Infância e Juventude do Distrito Federal e Conselhos Tutelares, proporcionando atendimento Integral e encaminhamentos nas áreas de saúde, educação e lazer.

A entidade atende em sistema de casas lares e casas descentralizadas, com capacidade para atender até 70 crianças e adolescentes em período integral, conforme o artigo 98 e 101 do Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA. Além do acolhimento na sede da entidade, atualmente com 40 acolhidos, a entidade mantém mais 03 casas descentralizadas, localizadas nas regiões de Taguatinga Norte e Taguatinga Sul, atualmente com 30 crianças e adolescentes, sendo 10 em cada casa.

Lar de São José

Nosso sucesso baseia-se no reconhecimento por parte das atividades desenvolvidas ao longo de mais de vinte anos, principalmente no que tange ao trabalho com as famílias dos acolhidos, visando a reintegração familiar e/ou social. Como houveram várias mudanças, inclusive no perfil de acolhidos, hoje não conseguimos estimar a quantidade de reintegrações mensais/anual.

Equipe

This is custom heading element

O Lar de São José tem parceria com as Varas de Execução Penal do DF para receber prestadores de serviço e ou pecúnias de pessoas que estão em cumprimento de medida alternativa.

A equipe é composta por:

1 Administrador
3 Coordenadores
4 Assistentes Sociais
3 Psicólogos
1 Pedagogo
1 Aux. Administrativo
4 Agentes de Portaria – AGP
1 Motorista
2 Serviços Gerais
1 Cozinheira
22 Mães sociais

O Lar de São José tem parceria com os órgãos acima mencionados e recebe prestadores de serviços, encaminhados pelos respectivos órgãos, para que possam cumprir a pena, prestando serviço comunitário e ou o pagamento de cestas pecuniárias na entidade, os trabalhos são realizados de segunda a sexta-feira em horário comercial.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

        Art. 1o Os arts. 43, 44, 45, 46, 47, 55 e 77 do Decreto-Lei no 2.848, de 7 de dezembro de 1940, passam a vigorar com as seguintes alterações:

“Penas restritivas de direitos

Art. 43. As penas restritivas de direitos são:

I – prestação pecuniária;

II – perda de bens e valores;

III – (VETADO)

IV – prestação de serviço à comunidade ou a entidades públicas;

V – interdição temporária de direitos;

(link:   http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9714.htm)